A história real que inspirou ‘Suncoast’, filme que é sucesso no Star+

A história real que inspirou 'Suncoast', filme que é sucesso no Star+
  • O filme “Suncoast” é um retrato semi-autobiográfico da experiência da diretora Laura Chinn com a doença terminal de seu irmão.
  • A obra conta a história de Doris, uma adolescente lidando com a doença de seu irmão Max.
  • “Suncoast” retrata de forma emocionante os dilemas e conflitos enfrentados por quem vive a experiência do luto e do amor fraternal.

O filme “Suncoast” tem sido um grande sucesso no Star+ não apenas por sua abordagem emocional no gênero de drama familiar, mas também por sua história real como pano de fundo.

O filme é um retrato semi-autobiográfico da experiência da diretora e escritora Laura Chinn com a doença terminal de seu irmão, Max, que faleceu no Suncoast Hospice Center, Flórida, em abril de 2005.

No filme, Nico Parker interpreta a protagonista, Doris, que personifica o conflito entre os deveres familiares e os anseios individuais. A trama se concentra na luta de Doris para lidar com a doença terminal de seu irmão Max, enquanto ela tenta aproveitar sua adolescência ao máximo. Elementos ficcionais são adicionados à narrativa para amplificar a carga dramática e emocional da história, explorando questões como luto e amor fraternal.

“Suncoast” não apenas retrata a busca de Doris pela normalidade, como exemplificado no episódio do baile de formatura, mas também aborda a culpa e o conflito que surgem em sua jornada.

Embora o roteiro busque homenagear a memória de Max, diferenças criativas e fictícias foram introduzidas, como a ausência de Doris nos momentos finais de seu irmão, em contraste com a presença real de Laura Chinn no leito de morte de seu verdadeiro irmão.

O irmão de Laura Chinn, Max, morreu no dia 4 de abril de 2005, depois de perder progressivamente a visão, a audição e a capacidade de andar. No fim da vida, ele chegou a ficar em estado vegetativo, sem conseguir nem mesmo falar.

Alexandre Garcia PeresEditor do Sobre Sagas e Analista de SEO da WebGo/Content. Raramente ri com filmes e prefere muito mais um dramão. Sempre conta os dias pelos próximos filmes do Tarantino, da Pixar e do Studio Ghibli e frequentemente reassiste os mesmos filmes na dúvida do que assistir.Pela formação em Letras, tem pavor de adaptações ruins de livros e sente um leve prazer ao assistir filmes muito ruins, especialmente os que passam na TV aberta. No tempo livre, gosta de tocar violão/guitarra, jogar videogame e brincar com um dos seus 12 gatos.
Veja mais ›
Fechar