Como está César Román em 2024? Qual a situação do cozinheiro que motivou o documentário da Netflix que está entre os mais assistidos da plataforma

O documentário O Cozinheiro Assassino: A História de César Román, da Netflix, explora a vida do chef espanhol César Román, conhecido como o “Rei de Cachopo” devido à sua especialização no prato cachopo.

A série de três partes mergulha nos sucessos de César na indústria de restaurantes e sua dramática queda após a morte de Heydi Paz, sua parceira na época.

César Román e Heydi Paz tiveram um relacionamento que terminou em junho de 2018. Após o desaparecimento de Paz em julho, partes de seu corpo foram descobertas em agosto em Madri.

César fugiu para Zaragoza e foi preso após três meses. Investigações revelaram que ele havia visitado o local onde os restos foram encontrados. César foi condenado por homicídio em 2021, apesar de alegar inocência.

O Cozinheiro Assassino: A História de César Román (Divulgação / Netflix)

A vida pessoal de César Román

César Román Viruete teve uma trajetória controversa antes de se tornar famoso pelo prato cachopo. Iniciou como garçom e cozinheiro, envolveu-se grupos políticos, e teve problemas legais por não pagar funcionários e emitir cheques sem fundo.

Em Málaga, geriu bares e uma revista que falhou. Em Madri, prometeu empregos em rádio que não se concretizaram e deixou jornalistas com cheques sem fundo. Seu restaurante A Cañada e outros empreendimentos enfrentaram acusações de fraude.

Na vida pessoal, após o divórcio, sua ex-esposa o acusou de violência doméstica e não pagamento de pensão.

Crime e condenação

Em julho de 2018, após o desaparecimento de Paz, Román também desapareceu, abandonando dívidas e seus restaurantes. Duas semanas depois, em um armazém alugado por César em Madri, bombeiros encontraram restos mortais de uma mulher dificultando a identificação.

Investigações revelaram que César acessou o armazém em agosto de 2018. Em novembro, DNA confirmou que os restos eram de Paz. O cozinheiro foi preso em novembro de 2018, vivendo com identidade falsa em Zaragoza, após ser reconhecido por um colega de trabalho.

O “Rei do Cachopo” afirmou ser inocente no caso do assassinato de Paz, atribuindo o crime a traficantes e ao crime organizado. Apesar de sua alegação, ele foi condenado em junho de 2021 a uma pena de 15 anos de prisão.

Onde está César Román atualmente?

De acordo com o site da revista People, César Román está cumprindo sua pena de 15 anos no Centro Penitenciário Soto del Real, em Madrid.

Ele tentou apelar da condenação mantendo sua inocência, mas confessou o crime em uma carta, expressando arrependimento e desejo de reparar os danos.

Seu advogado, contudo, defende que César é inocente e que a confissão foi escrita em um momento de desespero.

Leia também: Produções Turcas parecidas com Próximo! para assistir na Netflix

Sergio ScarpaFormado em Administração e Psicologia, e também fez curso de desenho. Fã de games, desenhos animados, séries e filmes.
Fechar