Encantador, esse filme delícia da Netflix vai te deixar com o coração quentinho

Sabe aqueles dias em que tudo o que precisamos é de um filme leve, descontraído e encantador para nos fazer esquecer os problemas? Pois o longa Uma Confeitaria para Sarah, que chegou há poucos dias na Netflix, é exatamente esse tipo de filme.

Britânico, esse filme lançado originalmente em 2020 conta com direção de Eliza Schroeder, e é daqueles para colocar se enroscar no sofá, sozinho ou acompanhado da família, e passar alguns minutos em pleno sossego.

Curtiu a ideia? Então confira todos os detalhes dessa produção a seguir.

Conheça a história de “Uma Confeitaria para Sarah”

Uma confeitaria para sarah

Nesse drama encantador e emocionante, Sarah era uma brilhante chef confeiteira que durante anos planejou abrir sua própria padaria ao lado de sua melhor amiga em Nothin Hill, Londres.

Quando Sarah morre, sua perda atinge diretamente a vida de três mulheres: sua sócia e melhor amiga Isabella, sua jovem filha Clarissa, e sua mãe idosa, Mimi.

Sem condições de manter sozinha a locação da confeitaria, Isabella está prestes a abrir mão do local, mas com a ajuda de Clarissa Mimi as três decidem levar a diante o projeto.

Agora, enfrentando vários desafios, elas tentarão dar vida ao sonho da vida de Sarah como uma verdadeira forma de demonstrar o quanto as três a amaram profundamente.

Elenco

Com um elenco liderado pela veterana Celia Imrie (O Exótico Hotel Maigold/O Diário de Bridget Jones), Uma Confeitaria para Sarah conta com muitos rostos conhecidos em seu elenco.

Shelley Conn (a mãe de Kate em Bridgerton) vive Isabella, e completando o trio principal, Shannon Tarbet (Killing Eve) vive a jovem filha de Sarah.

Outros nomes no casting do filme são Rupert Penry-Jones, Candice Brown, Bill Paterson, Max Parker, Lucy Fleming, entre outros.

O que esperar de “Uma Confeitaria para Sarah”

Uma Confeitaria para Sarah, a primeira vista, é um filme completamente despretensioso, mas que acaba surpreendendo por sua história cativante, e realmente profunda.

Tratando de forma muito delicada temas como o luto, a aceitação e o seguir em frente, o longa tem um ritmo gostoso de acompanhar, com cada fase bem pontuada, com trocas muito ricas entre os atores e com várias quebras de expectativas.

Em resumo, um ótimo filme que consegue entregar o esperado para o gênero e até um pouco mais. Vale a pena assistir!

CONFIRA Também: O Preço da Paixão (Siyah Beyaz Aşk): novela turca

Aline ResendeFormada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.
Veja mais ›
Fechar